Geração Distribuída

Planta Elétrica: luxo ou necessidade?

Entenda como o planejamento de uma instalação proporciona benefícios em diversos aspectos, fornecendo segurança, evitando desgastes e gastos desnecessários.


O que é uma planta elétrica?


(Planta elétrica simplificada)


É uma representação de toda a instalação elétrica de uma residência ou comércio, desde os pontos de tomada até o quadro de distribuição geral. Nela estão mapeados todos os percursos da tubulação e o dimensionamento de cada condutor e dispositivo de proteção.


Ela é realmente necessária?

Muitos pensam que o projeto de uma planta elétrica não passa de um gasto desnecessário, mas na verdade é essencial para a execução da instalação. Afinal, é por meio dele que ocorre o planejamento, garantindo uma distribuição estratégica, facilitando a alteração de qualquer ponto no futuro, juntamente da segurança das pessoas. Assim, ainda que o proprietário contrate eletricistas experientes, somente através do projeto elétrico cada componente é analisado especificamente. Leva-se em consideração não só o seu posicionamento, mas também a carga demandada. Por fim, ele proporciona um sistema flexível e mais econômico a longo prazo, justamente pelo dinheiro economizado em reformas posteriores.


O que ocorre na sua ausência?

A durabilidade de uma instalação elétrica depende do dimensionamento correto de cada um dos seus componentes. Quando não existe uma planta elétrica que garanta isso, é provável que a instalação tenha uma vida útil menor. Então logo aparece a necessidade da realização de frequentes consertos, para reverter procedimentos inadequados que poderiam ter sido pensados antes.

O dimensionamento dos componentes é tão sério que a norma brasileira de instalações elétricas em baixa tensão (NBR5410) possui vários itens a fim de especificar quais as medidas de um condutor que será utilizado. Nesse procedimento, primeiro é determinado um valor, levando em consideração a carga, e depois é aplicada uma correção, que depende do número de cabos próximos. Esta correção é necessária porque o calor gerado por um condutor aumenta a temperatura na tubulação, e pode diminuir a capacidade de conduzir eletricidade dos cabos. Consegue ver quantos detalhes podem passar despercebidos? Certamente os vários itens da norma servem para garantir segurança e uma vida útil longa para a instalação. Portanto, sem um projeto elétrico, muitas vezes fatores como estes são esquecidos ou utilizados de forma errada, colocando em risco a vida das pessoas e gerando transtornos, prejuízos e dores de cabeça.


É tudo isso mesmo?

Muitas pessoas tendem a não dar importância a um projeto de planta elétrica pelo fato de ser classificado como complementar, entretanto, quando se fala em segurança, o assunto é sério, e os dados não mentem.


(Incêndio causado por sobrecarga em um apartamento de Cuiabá)


No apartamento em questão, a sobrecarga aconteceu na sala, causando o incêndio que levou a destruição mostrada na imagem.

Em 2018 um edifício com situação precária chamado Wilton Paes de Almeida, pegou fogo e entrou em colapso devido a um curto-circuito em uma tomada. Infelizmente o acidente provocou a morte de 7 pessoas.

De acordo com a ABRACOPELL – Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade, revelou que em 2019, somente na região sudeste, ocorreram 197 incêndios por sobrecarga e 41 mortes, casos que poderiam ter sido evitados se as instalações elétricas tivessem sido planejadas anteriormente. Afinal, quando se fala em número de mortes, nenhum valor é pequeno.

Investir em um projeto elétrico não é luxo, mas uma necessidade que ajuda a reduzir as chances de acidentes elétricos a valores próximos de zero.


Como um projeto elétrico é feito? O que ele possui?

Primeiramente é realizado um levantamento de carga, ou seja, um recolhimento dos dados dos equipamentos utilizados no local, mais especificamente, a potência ativa deles. Esse procedimento é importante para descobrir o quanto de energia é consumida no local, e pode ser feito através de uma consulta a tabelas que a própria concessionária de energia fornece. Veja o exemplo abaixo:


(Potência média de equipamentos – CEMIG)


Após esta etapa é possível identificar o sistema elétrico adequado para o local. Assim, com a informação do posicionamento dos equipamentos de maior consumo, o projetista dimensiona os circuitos e os itens do quadro de distribuição. Um bom exemplo são os disjuntores (popularmente conhecidos como chaves), que protegem os cabos contra curto-circuito e sobrecarga. Em conclusão, o projeto elétrico deve incluir:

  • Distribuição dos circuitos

É o “mapa” do local, indicando onde cada tomada, lâmpada e interruptor estão posicionados. Possui uma legenda para orientação.

  • Tabela com a relação de cargas:

Contém a carga de cada circuito, juntamente do seu número de identificação.

  • Diagrama do quadro de distribuição:

Consta os dispositivos do quadro, suas indicações e ordem de ligação.

Todos esses itens determinam como a instalação será feita, facilitando no momento da execução, e garantindo segurança e conforto para o proprietário.


E agora?

Agora que você entende a importância de uma planta elétrica e que cada local possui características particulares, saiba que a IPRO Jr. está disposta a sanar dúvidas e entender as dificuldades de todos! Portanto, não hesite em nos chamar para conhecer mais sobre o assunto e realizar um projeto! Basta entrar em contato conosco através do e-mail, aba de comentários ou solicitando um diagnóstico. Nossa equipe possui consultores experientes apaixonados pelo que fazem!


Quer fazer uma planta elétrica completo para deixar o seu espaço ainda melhor? entre em contato com a gente e conheça nossos serviços!

Autor: Gabriel Leonardo Rodrigues da Silva.


Referências:

https://abracopel.org/estatisticas/

https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2020/01/27/sobrecarga-na-rede-eletrica-causa-incendio-e-aparatamento-e-destruido-pelo-fogo-em-cuiaba.ghtml

https://rduirapuru.com.br/cidade/sobrecarga-na-rede-eletrica-e-uma-das-principais-causas-de-incendio-em-residencia-em-passo-fundo/

https://radios.ebc.com.br/revista-brasil/2020/05/hoje-completam-2-anos-do-desabamento-do-edificio-wilton-paes-de-almeida-em

https://www.cemig.com.br/pt-br/atendimento/Clientes/Documents/POT%C3%8ANCIA%20M%C3%89DIA%20DE%20APARELHOS%20RESIDENCIAIS%20E%20COMERCIAIS.pdf

Um comentário sobre “Planta Elétrica: luxo ou necessidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *