Desenvolvimento pessoal e profissional

RH Ágil: uma mudança que veio para ficar

keyphase rh ágil

Como surgiu o RH? 

A área de Recursos Humanos é relativamente nova, haja visto que seu surgimento ocorreu no início do século 20. Na época, seu nome foi Relações Industriais, devido à força do impacto da Revolução Industrial sobre as relações que envolviam empregador e empregado. 

A Teoria das Relações Humanas sustenta a necessidade da humanização e da democratização das organizações. Ela fez surgir a noção de que as pessoas são altamente influenciadas pela sensação de pertencimento ao grupo, além de influenciar uma nova visão: trabalhador como sendo um indivíduo social repleto de particularidades.

Posteriormente, a Teoria Estruturalista enfatizou que a satisfação dos funcionários é diretamente proporcional à produtividade e à lucratividade das instituições. Essa teoria defende um ambiente de trabalho agradável, que atenda as necessidades fisiológicas das pessoas. Isto é, a teoria em questão fez perceber a imprescindibilidade de haver, nas organizações, um ambiente de certa forma confortável e seguro para que os trabalhadores pudessem exercer suas funções com excelência. 

As teorias supracitadas, junto aos novos conhecimentos que vinham sendo adquiridos por meio do desenvolvimento da área de Recursos Humanos e também das teorias psicológicas, auxiliaram na criação de novas estratégias e no aperfeiçoamento daquelas já existentes. 

Mas o que é RH Ágil? 

Diante das necessidades internas e externas, o setor de RH precisou abandonar antigos hábitos – altamente associados a regras e burocracias – e evoluir significativamente. A possibilidade de crescimento mútuo entre funcionários e organização deu origem ao RH Ágil. 

O surgimento do RH Ágil veio em busca de adaptações rápidas às mudanças e suporte a times capacitados, independentes, engajados e colaborativos. Além de objetivar estimular a organização das equipes, com o intuito de que fosse possível fazer com que elas compreendessem melhor as suas demandas e como antecipá-las. 

A fim de tornar isso uma realidade, é importante que o setor de pessoas esteja sempre disposto a dar suporte aos funcionários, proporcionando-lhes protagonismo, autonomia, trocas de conhecimento e um ambiente de aprendizagens. Tais técnicas geram mais motivação e coragem para o enfrentamento de desafios mais complexos em seus cargos atuais ou, inclusive, em outros eventuais cargos. 

É possível concluir, portanto, que estruturas menos hierárquicas, mais transparentes e com menor rigidez contribuem para uma cultura organizacional de agilidade, cumprindo, assim, com o objetivo dessa nova metodologia. 

Como aplicá-lo? 

A transformação, apesar de orquestrada pelo RH, começa, primeiramente, a partir das lideranças, pois elas se veem diante de colaboradores cada vez mais autônomos e devem incentivar o desenvolvimento constante de novas competências. 

Em segundo lugar, é a partir da metrificação que se torna possível compreender visualmente o que está sendo feito. Logo, se os resultados obtidos forem bons, os setores poderão otimizar o tempo, desenvolvendo as técnicas úteis e descartando as que não compensam. 

Por último, a exposição dessas atividades e a priorização delas ocorrem por meio das reuniões de alinhamento. Tal fato porque, quando isso acontece, as motivações intrínsecas começam a surgir e os profissionais se consideram cada vez mais satisfeitos e pertencentes à instituição. 

Quais técnicas o tornam mais eficaz? 

keyphase rh

KANBAN é um modelo pensado para a melhoria do gerenciamento de tempo, podendo permitir dobrar a produtividade com a simples divisão da lista de afazeres em três grupos: “para fazer”, “em execução” e “concluídos”. 

LEAN é uma metodologia eficaz que identifica o desperdício de tempo e recursos, traçando, assim, estratégias que possibilitam a conversão desse dinheiro, a princípio desperdiçado, em projetos que irão gerar lucratividade. 

SCRUM é uma das técnicas mais famosas e ágeis do mundo, pois permite alinhamentos e realinhamentos constantes, a partir das divisões de trabalho, em que cada membro da equipe se direciona para o projeto de maior interesse para poder trabalhar. 

A TRIBOS separa os colaboradores em grupos e lhes dá um trabalho específico para que, no final, a equipe tenha um projeto completo. 

A SQUAD é uma técnica que divide o negócio em times que têm ambientes, líderes e autonomias diferentes, organizadas da melhor forma para cada um. Nesse caso, os líderes de cada time fazem as comunicações e alinhamentos com os demais. 

O software ImpulseUp é inserido nas empresas para amenizar o trabalho manual do setor de RH, facilitando os registros de vários itens relacionados ao desenvolvimento e organização da empresa. 

Papel estratégico do Setor de Pessoas 

A coordenadoria de Recursos Humanos tem contato com toda a empresa, e, tal fato, lhe permite uma capacidade única para a implementação de uma cultura ágil, ao proporcionar a otimização de tempo e de recursos. 

A IPRO Júnior permite que alunos das engenharias e de arquitetura experimentem a maior parte dessas possibilidades e técnicas, tendo em vista que se inspira em instituições consolidadas e respeitadas. 

Soma-se a isso o fato da IPRO possuir uma importante parceria com a Psix Consultoria Júnior, Empresa Júnior de Psicologia, que possibilita trocas de conhecimento e crescimento mútuo.

Então, agora que você já possui uma noção da importância do Setor de Recursos Humanos nas empresas, que tal ter plena confiança em nossos consultores e projetos?

IPRO Jr. pode te ajudar.

Se interessou pelo assunto e quer saber mais? Confira agora o texto “Home-Office em tempos de pandemia: como se adaptar? e saiba como alavancar seu rendimento no contexto atual.

Autora: Ana Luiza Mendonça

Referências

https://blog.compleo.com.br/rh-agil/

https://knowledge21.com.br/blog/rh-tradicional-rh-agil/

https://www.docusign.com.br/blog/conheca-a-historia-do-rh-e-veja-como-esse-departamento-evoluiu/#:~:text=Origem%20do%20RH,que%20envolviam%20empregador%20e%20empregado.

https://impulse.net.br/rh-agil-2/

https://knowledge21.com.br/blog/agilidade-no-rh-uma-area-estrategica/ https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/administracao/teoria-das-relacoes-humanas.htm

https://www.rhportal.com.br/artigos-rh/teoria-estruturalista-da-administrao-e-a-organizao-como-unidade/

https://www.rhportal.com.br/artigos-rh/indicadores-de-desempenho-de-rh-saiba-como-metrificar-seus-resultados/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *